Home > Cuide-se > Leia o rótulo dos cosméticos!

Leia o rótulo dos cosméticos!

Sulfato? Sal? Corantes? Parabenos? Entenda melhor sobre os componentes dos seus cosméticos!

Antigamente, eu comprava os produtos para cabelo apenas por causa do cheiro, independente da embalagem. Depois, as condições melhoraram e só comprava coisas de marca (mas que traziam resultado)… Daí, comecei a ver indicações de amigas… Me aprofundando no ensino de forma contextualizada (sou professora de Química, e quando atuava na Educação Básica, comecei a ler mais sobre o assunto), comecei a ver aplicações do ensino de Química em nosso dia a dia, inclusive sobre o uso de Shampoos e detergentes, que você vê aqui) … Daí, me inteirei sobre ‘Shampoo sem sal’ – que não existe… e sobre os componentes químicos descritos nos rótulos dos produtos (alimentícios e de cosméticos).

Alguns, são bem complicados de entender. Mas, se aprendemos ao longo dos anos a melhorar nossa alimentação , entende-se que também é preciso aprender os componentes que aparecem com mais frequência nos produtos capilares e para o corpo. Neste sentido, apresenta-se algumas substâncias que estão mais frequentes nesses produtos, sua ação e o que ele pode causar:

– Lauril Éter Sulfato de Sódio: mais conhecido como sulfato, ele é uma espécie de detergente utilizado nos produtos cosméticos, sendo um desengordurante de baixo custo. Por ter alto poder de detergente, ele tira a gordura do cabelo, abrindo as escamas dos fios. Porém, ele acaba removendo também parte da hidratação natural, e se utilizado a longo prazo e em altas concentrações pode deixar os cabelos altamente desidratados, opacos e sem vida. Por isto, não se recomenda lavar os cabelos todos os dias. Todos os shampoos apresentam esta substância em sua composição e são responsáveis em fazer espuma. Algumas marcas informam que o Shampoo “Não tem sal”, o que é um erro, pois esta substância é classificada como “Sal Orgânico”. Daí, o correto é informar que o shampoo não contém “sal que contém sódio” (que agride mais o cabelo)… Mas, as empresas colocam um sal que contém potássio (que é do mesmo grupo do Sódio na Tabela Periódica… isto eu vou explicar em outro local, porque senão vocês vão correr do blog com tanta Química 😛 srsrsr E faz mal? Não… o ‘sal que contém potássio’ agride menos, comparado ao “sal que contém sódio”

Fórmula estrutural do Lauril Sulfato de sódio

Fórmula estrutural do Lauril Sulfato de sódio

  – Metilparabeno, Propilparabeno: conhecidos como parabenos, sua função principal é conservar os cosméticos. Antigamente o conservante mais utilizado era o formol, que é um exemplo de composto tóxico, que pode causar alergias. Os parabenos são conservantes sintéticos que evitam a contaminação por microorganismos nos cosméticos e nos alimentos. E porque ele é tão polêmico?! Pesquisas científicas, publicadas em 2004, comprovaram que 18 de 20 tumores mamárias apresentavam parabenos em seu tecido. As mulheres utilizavam desodorantes antitranspirantes que continham parabenos.

Estruturas moleculares tipos de Parabenos (Metilparabeno e Etilparabeno).

Fórmulas Estruturais de Parabenos (Metilparabeno e Etilparabeno)

Então, não é para usar parabenos?! Calma…outros estudos indicaram, que estes primeiros apresentavam falhas, mas foi o suficiente para se investigar o uso dessas substâncias e a concentração em cada tipo de cosmético. E, segundo a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), os produtos que apresentam parabenos em composição estão dentro dos limites estabelecidos que é de 0,4% do parabeno puro, e 0,8% de parabeno no total do produto. E para aumentar mais a nossa calmaria (ufa), outros estudos e segundo o Comitê Científico da União Européia de Segurança ao Consumidor, os parabenos: metilparabeno e etilparabeno, são seguros se usados na concentração liberada.

– Corantes: eles são localizados nos rótulos com a letra CI seguida de um número. Utilizados para dar cor aos produtos, muitas vezes são compostos químicos agressivos que também podem causar alergias dependendo das concentrações dos mesmos nas composições. Não encontrei nenhuma informação que diga que o uso de corantes nos cosméticos seja algo ruim. Entretanto, se você tiver alergia a algum corante, deve ficar atenta se o produto possui esse corante em específico.

– Cloreto de Sódio (NaCl): O sal é um famoso espessante dos cosméticos. Sendo hidrofílico (afinidade por água) ele retira a umidade dos fios e por consequência desidrata-os, deixando-os frágeis e quebradiços. O alerta é que nem sempre os componentes são benéficos as nossas fibras capilares, o que nos faz valorizar ainda mais produtos que buscam em sua essência, componentes que menos agridem os cabelos e claro, sem esquecer da qualidade dos resultados. Logo, quanto menor a concentração desse sal nos produtos capilares, melhor!! Mas, geralmente ele é substituído pelo cloreto de potássio (que o sódio e o potássio são “semelhantes” em algumas propriedades químicas… uma aula de Química a parte explicaria isto melhor srsrsr Em outra hora, né?!

É isso meninas!! Todo cuidado é pouco, mas não banquem #aloca que vai deixar de usar tudo… Como falei em outrora é bom ficar informada e saber quais melhores produtos devem ser utilizados e se seu corpo apresenta alguma reação em relação a isto. E, óbvio, que a gente se inteire dos assuntos para conseguir interpretar os rótulos e saber para que serve cada componente do produto.

Xeroooo!!

*Informações ampliadas e adaptadas da publicação da Glambox.

You may also like
Linha Cachos + Black Power Tutanat, minhas combinações
Linha Tutanat Cachos – Resenha

Leave a Reply