Home > Cultura > E que chegue 2018, com meus 3.4!

E que chegue 2018, com meus 3.4!


Inicio este post no dia 23 de julho de 2017, de um jeito diferente… já pensando na escrita deste post que deixo para fazer no último dia de cada ano desde 2015 (clica no ano para ler o texto de 2015, e AQUI para ver o do ano de 2016!).

Como o tempo está passando muito rápido e cada vez mais as informações passam muito rápido também, percebi que com esse ‘passa-passa’, eu estou cada vez mais me esquecendo das coisas rsrsr e aí, enquanto comecei esta escrita me perguntei: “O que aconteceu no início do ano até agora?” [Muita coisa, óbvio… mas, o quê, digno de minha atenção neste post?!]… Daí, para evitar indiretas no Facebook, ou qualquer coisa do tipo, percebi que criei este blog para expressar minhas leituras, meus pensamentos em coisas que uso, sinto, curto… Enfim, minha vontade inicial de escrever o dia de hoje foi de agradecer e refletir um final de semana que tive, e de perceber o quanto mudamos a cada dia e que podemos fazer a diferença na vida de alguém (e de muitos, se quiser…)… [Acho que esse post vai ficar enorme, mas vamos lá…]… Já refletindo este ano…

Muita gente morreu, morre todos os dias, mas os casos de suicídio estão cada vez mais crescentes e sendo necessários de discussão e reflexão. Antigamente, o noticiário abafava casos de suicídio, que geralmente são associados à depressão… Logo, se os casos aumentam, precisamos ver a depressão com outros olhos… E o que teve em 2017? “13 Reasons Why, morte de Chris Cornell, Chester Bennington, e a morte dos cantores brasileiros… Vander Lee, Belchior, Jerry Adriani, Kid Vinil… toda vez que vejo uma notícia de pessoas famosas falecendo, lembro da RETROSPECTIVA da Globo, que via muito quando criança e percebia, desde então, que todos os anos morria muita gente… Hoje, quando percebemos que esses famosos são números bem pequenos comparados aos que morrem em conflitos como na Síria, Iraque, Rio de Janeiro e em Recife… enfim, no mundo… muita gente morre e é preciso viver cada dia, porque a gente não sabe o que será que pode acontecer daqui a alguns minutos…

Por isso, acredito que quando eu coloco algo na cabeça para que eu me sinta bem, feliz [sem fazer mal a ninguém]*, eu faço de tudo para realizá-lo… esse ano não foi diferente, três viagens: São Paulo, Florianópolis, Europa [Lisboa, Sevilha, Madrid]…

Madrid – Setembro de 2017

Planejamento de um filho, reforma do apartamento, me amar mais, amar meus esposo cada vez mais, MAS, refletir mais a minha vida, porque sei que por ter temperamento forte e ser prática e objetiva, acabo passando a imagem de ser ríspida, intransigente, ruim… acreditem… é meio jeito, e tento todos os dias mudar, e gostaria muito que todos tivessem suas conquistas alcançadas [sem fazer mal a ninguém também]…

Passando isso… o mundo da muitas voltas e fico feliz, mas ainda não satisfeita quando percebo que às mágoas podem passar, e podemos viver mais tranquilos, percebendo que um desentendimento do passado pode ser resolvido, com o tempo… o velho e bom tempo que temos que dar, para as coisas se acalmarem e possamos viver mais tranquilos e em paz consigo mesmo….

E com esse tempo, percebi que com os meus 9 anos de relacionamento com meu esposo maravilhoso, Edmário Jr 😀 vivemos muitos altos e baixos nos 4 primeiros anos, e em 2017 amadurecemos muito, ao ponto de ser ‘inspiração’ para jovens casais, mas que estes novos precisam perceber que o amadurecimento vem com o tempo e que cada vez mais é preciso a mulher se posicionar [com cautela, serenidade e inteligência] de expor sua opinião, não ser submissa, pois “não somos obrigadas a fazer nada que nós não queiramos” e se sentir oprimida, submissa, só nos vai fazer mal… infelizmente, tive a percepção de amigas (4 até julho) que me falaram exatamente isso, mas abaixaram a cabeça e sofreram para fingir ser feliz… Nunca fui obrigada a nada, mas a partir do momento em que me permito a viver determinada situação, sempre tem-se várias escolhas, mas duas são primordiais em tudo: seguir ou não seguir determinada situação, concordar ou não, querer ou não… depois de sua escolha, viva e seja feliz! Se não está sendo feliz amiga, é preciso… PROCURAR UM PSICÓLOGO! Todas elas disseram que iam, mas quantas foram? [Espero responder no dia 31 de dezembro… srsrs]…

Pauso por aqui… Dia 31 de dezembro… eu volto!

Eis que chegou dia 31/12/2017… *Infelizmente, para ser feliz e fazer minhas vontades, fiz algumas pessoas bem queridas sofrerem [sem intenção], e que isto me serviu [ainda está servindo] de aprendizado… Uma vez realizando uma ação, sempre há uma consequência e a cada novo dia, aprendo algo diferente. Assim, segui o final de 2017 pensando nestas mudanças diárias. O caderninho do Cabine se tornou meu diário de pensamentos diretivos… e depois que comecei a escrever no mesmo foi que percebi a capa…

Daí, com estes registros percebi que nada melhor que um dia após o outro para que a gente pense, repense, e veja o que é melhor para si, e seguindo sempre na tentativa de acertar para não errar e de … não fazer mal a ninguém! 

… ao reler tudo que já tinha escrito antes (24.07.2017), não me lembrava de quase nada em relação às amigas (mas, a postagem a seguir que fiz no Instagram me ajudou a lembrar de uma, e sim ela procurou a terapia e também melhorou muito o seu relacionamento…).

 

E daí, depois de reler o último parágrafo, fiz um retrospecto que em 2017…

  • Vivi um carnaval atípico #CarvalheiranaLadeira (festa topada). Passei meses dizendo que em 2018 estaria lá… Mas… Lolapalloza 2018 estarei lá! #fato
  • Voltei para terapia (e continuarei em 2018, sim e com certeza!);
  • Bati a meta de correr 10 k (Uhu!), cheguei a 12 km… Meta de 2018, 21 km, será que consigo? 
  • Fiquei loira!! srsrsr em pleno 14.03.17, 8 horas de salão… sobrevivi e o resultado foi massa! Graças a Corina e Genuza que me convenceram e Andréa Gomes que me deixou maravilhosa!!

  • Reencontrei bons e grandes amigos que estão ao meu lado para o que der e vier (Bita, Brunete, Ricardo F., Van, Kelly, Nine, Maga, Larissa, Netinho, Gustavo Maninho, Adria Sacchelli 😀 tem mais alguém?! Com certeza, mas no que for me lembrando eu escrevo aqui).
  • Identifiquei amigos/amigas em meios incomuns de se imaginar mas que estão me dando mais força que imaginam (Corina, Sérgio, Roberta, Jeff, Girleide, Renato, Gui, tem mais alguém?! Com certeza, mas no que for me lembrando eu escrevo aqui²…)
  • E aqueles amigos que se fizeram presentes em algum(ns) momento(s) em 2017 e com certeza me ensinaram algo… Alê, Dani Carolyn, Vasti, Claudinha, Glenda, Carla Járola, Roberta RJ, Ni+Jeff, Tatty, Ju Gobbo, Aline Andrade, Simony e Bruno, Ana Lúcia, Carmo S., Renê, *Dryelli, Djanine, Sura* (os casais do Berna srsrs) Marcos Barros, Ju P., Morato, Millena, tem mais alguém?! Com certeza, mas no que for me lembrando eu escrevo aqui ³. 
  • Melissa <3 Que em 2018 venham mais Melissas com compras conscientes!! Que ano maravilhoso para mim e várias melisseiras deste país!!  

Melissa Flygirl

  • Infelizmente, fiz pessoas importantes sofrerem, mas eu sofri mais ainda… espero que todo o sofrimento passe e que aprendizagens (sempre) possam estar por vir!;
  • O filho ainda não veio, 2018 talvez? Ou 2019? Futuro a Deus pertence… 
  • Reforma do apê?! Também não veio, não era para ser, dinheiro tá sendo guardado, se vai ser usado para viagens? Também não sei…  Futuro a Deus pertence…²
  • Grandes eventos musicais ao lado de uma excelente companhia, dos que mais marcaram: Orquestra Ouro Preto tocando The Beatles e musical “Milton Nascimento – Nada será como Antes” (phodástico). Sem Ed Jr (eterno Moreco) não teria conhecimento sobre os mesmos.

  • Filmes/Séries que marcaram o ano… “Como nossos pais”; “Um dia (phodástico)”; “500 dias com ela”; “Capitão Fantástico”; “Thor: Ragnarok”; “The Crown” (A segunda temporada então… aff!! Me fez pensar mais que tudo!); “50 tons de Cinza + 50 tons mais escuros” – assisti os dois esse ano, graças a D. Bárbara srsrsr… minha leitura foi bem diferente do que já falei por aí… 
  • O que tocou na minha Playlist: Coldplay (Top: The Scientist), Icona Pop (Top: All Night), The Lumineers (Top: Sleep on The Floor), Lana Del Rey, Ed Sheeran (Top: Photograph), Green Day (Top: Wake Me Up When September Ends), The Beatles (Top: Blackbird), Artic Monkeys, 30 Seconds of Mars (dos primórdios, sempre o álbum A Beautiful Lie); The Neighbourhood (Top: Sweater Weather); Paramore (Top: Only Exception); Rihanna (Top: Stay); Alok; …
  • Livros (todos inacabados srsrs): “O nó e o Laço”; “Contra um Mundo Melhor: Ensaio do Afeto”; “A Uma breve história da Humanidade”; “Por onde andam as pessoas interessantes?”; Os livros do USQ (porque sorrir é sempre bom, né?)

Agradeço a meus pais, Vida, familiares, amigos, leitores, alunos e todos que se fizeram presente em minha vida em 2017! 

Que venham os novos desafios de 2018 e que, talvez, eu mantenha este espaço. Por inúmeros motivos, talvez não … E, se por ventura voltar, acho que serão muito mais para expressar meus pensamentos (como no íntimo, seria minha vontade, conforme escrevi no começo deste post…). Mas, após o início da terapia, percebi que este blog se tornou uma fuga/hobby, para preencher tempos preciosos que poderiam ser ocupados de uma outra forma! E assim, é o que pretendo fazer em 2018…

  • Continuar viajando mais – duas viagens já certas! Yes!
  • Me aprimorar academicamente;
  • Rever os ciclos… encerrar uns, começar outros, e recomeçar sempre!
  • Voltar pro inglês (chega fevereiro!);
  • Cuidar melhor de meus alunos, futuros professores de Química;
  • Cuidar melhor dos meus amigos, familiares, dos próximos, cuidar mais de mim… cuidar do coração!
  • Buscando ser feliz sempre, porque essa sempre será a meta, e que eu tenha coragem de me entregar de corpo e alma a qualquer situação da vida que eu precise viver, sem me preocupar tanto com o amanhã ou o depois… Como ouvi em outro dia… é o medo de viver e de ficar só que talvez me impeçam de realmente VIVER!

Por fim… dentre inúmeras coisas que ouvi em 365 dias do ano, uma foi a mais marcante e que percebi que volta e meia esqueço… vou tentar não esquecer mais… É PRECISO TER FÉ!

You may also like
Spolier – Coleção Mapping – Verão 2018 da Melissa
Coleção Melissa Mapping – Verão 2018
10 motivos para você ter uma lojinha no Enjoei
Workshop Melissa Fly Girl (Flygrl) – Coleção Inverno 2017

Leave a Reply